, ,

Espalhe a alegria

Becca Campelo16:30

Eu começaria esse post dando um "oi" à vocês, como sempre, porém, há uma frase que combina muito sobre o que eu quero falar-lhes: "Um amigo me chamou para cuidar da dor dele. Guardei a minha no bolso e fui." (Alguns sites dão os créditos à Caio Fernando enquanto outros dão à Clarice Lispector, como nunca li essa frase em um livro de nenhum dos dois, não sei dizer ao certo de quem é.)
Mas, independente de quem seja o autor da frase aí de cima, ela significa muito e diz muito também. Quando os nossos amigos, irmãos, primos, ou alguém próximo está mal, por mais que nós estejamos tão mal quanto ou até pior, há sempre como dar um abraço ou tirar um tempinho pra conversar e tentar ajudar a pessoa, não é verdade? Pois bem, e porque não dar essa ajudinha àqueles que precisam ainda mais e que talvez nem tenham quem faça isso por eles?


A minha primeira participação aqui no blog surgiu de uma conversa que eu tive com a Gabi lá no tumblr, ela pediu ajuda para um post e começamos a conversar até que eu falei sobre o TWLOHA (clique aqui para ler sobre), eu gosto muito de projetos assim e já tive a oportunidade de participar de um parecido. Há uns 3 anos atrás, mais ou menos, fui com algumas meninas da igreja que eu frequentava e as líderes à um orfanato passar o dia com as crianças de lá. É algo realmente muito bonito de se fazer e a sensação é ótima, mas tem que ter muito sangue frio, até porque as crianças ficam perguntando se você vai voltar, se você pode ficar lá e um monte de coisa que mechem muito com a gente. E, apesar de experiências assim balançarem muito o emocional de qualquer pessoa, sem dúvida alguma, vale muito à pena dedicar um tempinho à quem merece.

Conheça um pouco do trabalho dos doutores da alegria

E, é com esse post que eu convido vocês: Espalhem a alegria, e sejam solidários! Procurem alguma instituição que receba alimentos, roupas, ou até mesmo visitas, se reúna com amigos ou parentes e façam uma campanha, coletem coisas para levarem, elaborem atividades. Sejam criativos e se preparem para as emoções que possam vir à surgir. Deus abençoa quem não nega uma mão amiga, um abraço e um conforto. E imaginem quantas e quantas crianças vão passar o natal no hospital, quantos idosos não vão receber visitas e tudo mais.. Vale à pena se esforçar um pouquinho para fazer alguém mais feliz.
Eu havia pedido para uma pessoa conhecida que trabalha com projetos sociais em hospitais me responder umas perguntas para tirar as possíveis dúvidas de vocês, mas não foi possível. E esse post já deveria ter sido publicado há semanas, porque assim daria tempo se alguém quisesse fazer algo do tipo próximo do natal. Então, perdão pela demora e por não poder esclarecer algumas coisas para vocês. E como já está em cima da hora, que tal levarmos essa ideia para 2013? Para qualquer dia do mês, qualquer mês ou em alguma data especial como dia das crianças e outras festas? E ainda, se por acaso não houver um tempo para ir até algum local, dê uma pesquisada sobre os hospitais e lares da sua região, procure saber como é o trabalho lá, se eles recebem doações online ou por telefone. E ainda lugares que vão até a casa da pessoa buscar roupas, sapatos e brinquedos. Não há desculpa para não fazer o bem. E levar a alegria para quem vive sem motivos para sorrir, dá uma sensação maravilhosa no coração, experimentem!
Beijos com muito carinho. <3

You Might Also Like

0 comentários

Twitter

Instagram