, , ,

“Com tantas coisas que poderíamos ter sido, escolhemos logo não ser.”

Gabrieli de Cinque13:58


  Não que eu não tenha te superado, mas em alguns momentos inevitáveis e massacrantes perguntas invadem minha mente e me fazem questionar o que acontecera de tão errado. Quais atitudes minhas fizeram tudo desandar? Que palavras foram confundidas com ponto final?
  Sim, ainda perco tempo pensando em nós dois. Mas não mais daquele modo sonhador, bonito. Eu tento revirar todas as minhas lembranças, todos os momentos em que estivemos juntos, tentando identificar o grande deslize que pôs tudo que tínhamos a perder. Porque sim, tínhamos muita coisa. Coisas que talvez eu nunca vá saber o que eram exatamente, mas existiam, eu sempre soube, e pulsavam entre nós, só com uma simples troca de olhares – só de estarmos perto um do outro.
  Eu tento encontrar o ponto certo que o fim começou a caminhar junto a nós. Quando as coisas começaram a acabar e eu, por descuido, não percebi. Quando foi, me diga, que a distância a mim começou a lhe parecer atraente? Como eu pude aceitar os silêncios sem sentir medo de não ouvir mais sua voz?
  Com tantas possibilidades bonitas de existência a dois, escolhemos partir um ao outro com coisas feias, ditas e feitas, e sair sem se despedir. Com tantas coisas que poderíamos ter sido, escolhemos logo não ser. Com tantos sorrisos trocados, trocamos o nosso tudo por esse nada triste. Esse nada que me invade vez ou outra, e me faz questionar o nosso fim. Esse nada pesado que me sufoca, que me faz sentir vontade de arrancar toda a saudade do meu peito indo te procurar.
  Apesar de ter conhecido várias pessoas depois de você, nenhuma outra conseguiu despertar todas as partes de meu coração, como você despertou. E reconhecer isso não quer dizer que ainda estou disposta, de braços abertos, te esperando. Eu não quero mais. Apesar de termos sido a melhor coisa da minha vida, é passado. Não existe mais. Apesar de você ter sido o melhor fabricante de lembranças que eu já tive, a gente deixou de ser faz muito tempo.
  Mas, como disse, nos meus momentos de fraqueza, quase sempre quando perco o sono e encaro o teto na escuridão do meu quarto, eu me questiono como seria se ainda estivéssemos juntos.
  E se tivéssemos jogado para o alto as renuncias que nunca quisemos fazer um para o outro, e déssemos uma volta no parque? E se tivéssemos superado todas as incertezas que tínhamos dentro de nós, abraçados, lutando contra o desamor da cidade grande? E se tivéssemos conversado, e aceitado que por mais que tentássemos perfeição é ilusória, que os erros fazem de nós o que somos, e que o que somos é o que amamos em nós? E se tivéssemos transformado os desencaixes e muros que erguíamos um contra o outro em nossa conversa hilária, falada debaixo de algum lençol, num começo de tarde preguiçosa? E se não tivéssemos permitido que o equívoco tivesse feito nossa cabeça e desmanchado nossos sentimentos um pelo outro? E se tivéssemos largado nossa fé pela utopia de convivência, e dado risada das suas neuras e das minhas palavras partidas, fumando um cigarro, assistindo novela mexicana?
  E se eu tivesse gritado para você não ir?
  E se você tivesse olhado para trás ao me ouvir gritar?
  Isso não é um texto de arrependimento. Não, não é. Isso é um texto de perguntas. Caminhos que poderiam ter sido seguidos se não tivéssemos escolhido outros para seguir.

 – N. L. Resabinar.

You Might Also Like

2 comentários

  1. "E se tivéssemos largado nossa fé pela utopia de convivência, e dado risada das suas neuras e das minhas palavras partidas, fumando um cigarro, assistindo novela mexicana?" Parte mais bonita!! :'(( lembrei de um garoto ai..

    ResponderExcluir
  2. Lindo texto! Me indentifiquei muito. É bem assim mesmo o prossesso de desapego, as vezes sem querer a gente fica lembrando pensando em como seria se tivesse dado certo mas isso nao quer dizer que a gente ainda quer tentar denovo. Ela/ele escreve muito bem! Bem qur deveria deixar o seu blog aqui nos comentarios para a gente poder entrar pra ler mais textos rs!

    ResponderExcluir

Twitter

Instagram