, , , , ,

Por mais Outubros sem o Câncer

Gabrieli de Cinque15:24

~~ pausa para o momento emoção ao pensar no título e viajar no tempo ~~



Todo mundo deve ter pelo menos alguma história de câncer na família, e a minha não foi diferente. Várias estrelinhas chegaram no céu por causa disso e talvez só quem está perto sente isso. O câncer é preocupante, seja de mama ou não. Em "homenagem" ao Outubro Rosa resolvi abrir meu coração e soltar umas lágrimas da minha história que já irá completar um ano.


Nossa última foto antes da cirurgia (de 2012)

Em 2011 minha mãe escolheu fazer redução de mama + colocar silicone, fez os exames pré operatórios e a cirurgia ocorreu tudo bem. Nossa surpresa maior foi quando em setembro/outubro de 2012 ao refazer a mamografia, a moça da clínica perguntou "E o que você fez quanto aos (não lembro o nome que ela usou, mas resumindo o que realmente é) carcinomas?" e foi aí que veio a surpresa! O cirurgião não havia verificado os exames da minha mãe antes da operação e não viu o que tinha.

Nesse momento começou aquele susto e exames daqui exames de lá para saber o que aconteceu nesse período de mais de um ano, o que poderia ser feito, se era maligno ou não. Para a nossa calma era um "tumor benigno", que na verdade era um entupimento dos ductos mamários, mas que precisaria de cirurgia e, pausa para o meu choque, radioterapia.

Confesso que esse processo todo foi um choque para mim por motivos como (1) minha mãe estava doente! (2) meu pai se demitiu para cuidar dela e viveríamos do INSS (3) eu não sabia o que fazer e não queria desabar na frente da minha mãe. Não sei porque, mas eu tinha um medo tão grande e uma fé maior ainda que foi o que me fez resistir nos meses de pós cirurgia + tratamento. Não me lembro de ter comentado muito (se comentei) sobre isso aqui no blog, mas minha vontade era sumir e me confortar em algo.

Foram dias difíceis, economizamos, entramos em dívidas (que graças a Deus já estão pagas ou quase todas). Talvez a pior parte de tudo tenha sido ver minha mãe sem controle emocional, chorando do nada e dependendo de medicamentos anti-depressivos. Essa tensão toda tornou minha convivência com meu pai complicada e lá fui eu para a psicóloga (mas cansei dela e parei de ir).


Dizem que somos super parecidas. Concordam? 

Hoje, quase um ano depois e com os exames refeitos e tudo ok (♥) resolvi falar sobre isso porque não desejo isso para ninguém e isso é algo que podemos descobrir antes e tratar da melhor maneira possível. Portanto, lembre seus pais daqueles exames periódicos que nunca dão nada e por isso são esquecidos e não deixem aqueles nossos de rotina fora também.

Não sei se vocês notaram uma pequena ausência da Kemily, mas isso se deve ao fato de que uma amiga dela está com leucemia e todo o grupo de amigos está se reunindo para dar apoio a essa mocinha que vai sair vitoriosa. Não importa sua crença, apenas peça para o que/em quem você acredita proteger cada uma dessas pessoas.

Se você também passou por algo similar e gostaria de desabafar conosco essa é a hora. Espero que não me achem tão sentimental (mas eu sou, rs) e que se conscientizem para que casos como esse e muitos outros possam ser evitados.

Um beijo e até ♥

You Might Also Like

11 comentários

  1. Que lindo Gabi... e que bom que se sentiu a vontade em falar sobre isso com a gente. Que bom que está tudo bem com a sua mãe, não sei se vocês são parecidas, mas são muito lindas! Tenho certeza de que se amam muito, dá pra ver só pelas fotos a felicidade de vocês juntas.
    Nunca sofri por isso, nunca teve um caso assim na minha familia/alguém proximo de mim, mas você me lembrou de rezar mais para que isso nunca aconteça.


    Tudo de bom pra você e pra sua familia, e caso a Kemily veja isso, um beijo pra sua amiga, ela vai sair dessa, nós leitores aqui do Sometime Luv estamos torcendo por isso.


    Beijo meninas

    ResponderExcluir
  2. É difícil, né?!
    A gente acha que não é nada até isso acontecer com alguém que a gente ama. Eu não me lembro de nenhum caso na minha família, mas penso muito sobre isso e tenho muito medo de um dia acontecer.
    É muito importante ajudar nessas campanhas e prevenir qualquer tipo de problema.

    Blog | Facebook

    ResponderExcluir
  3. Me sinto feliz por você ter tomado coragem e nos falado Gabi. Eu ainda tenho fé de que o cancer vai deixar de ser uma doença e ser apenas um signo. Digo isso, pois já vi a luta da minha avó para sobreviver ao cancer de mama e no final de tudo o mesmo o levou. E a última pessoa em que acompanhei tal processo de doença envolvendo o cancer foi uma amada professora história. Eu fico perplexa de como uma doença pode levar o sorriso, a paz, a felicidade das pessoas. O quanto isso faz os amigos e familiares sofrer. Mas o problema de tudo é ficar vendo a pessoa dizendo que é um peso a família. Isso me dói tanto. Fico sempre pensando " Porque doenças assim ocorrem apenas em pessoas boas ?" ...

    http://enfim-dezessete.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Já tinha visto algumas ask's sua no tumblr.
    Espero que a convivência com o seu pai tenha melhorado, e que sua mãe esteja maravilhosamente bem.
    Um grande abraço para vocês!
    Se cuida. ♥

    http://amorporvidrinhos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Laurinha, sua linda ♥ Tanto eu quanto a Kemi agradecemos pelas palavras de apoio ♥ Um big beijão!!

    ResponderExcluir
  6. Dé ♥ Deus sabe o que faz para cada um e ninguém não recebe uma cruz que não seja capaz de suportar. Não sei sua crença, mas uma vez, (quando perdi minha bisavó e estávamos agoniados pelo sofrimento dela) o padre nos disse, tentando confortar, que assim como Jesus, cada um de nós tem seu momento de calvário e por mais ruim que seja para nós presenciar isso, faz parte da vida de cada um. Beijão, linda ♥

    ResponderExcluir
  7. Lari, florzinha! Não adianta ficar se lamentando. Nunca fui uma neta presente para minha avó paterna e ela morreu de "surpresa" e nem pude me despedir dela. Isso me dói, mas agora não tem o que ser feito, Tente se recordar e reviver as boas memórias. Beijão!

    ResponderExcluir
  8. Lí, florzinha! Você sempre pelo tumblr hein?! Então, minha mãe está ótima, mas como diz minha mãe, eu e meu pai brigamos porque somos parecidos, rs. Um beijão e obrigada!!

    ResponderExcluir
  9. Oi, My ♥ obrigada pelo comentário e meus sentimentos pelo ocorrido. Tente se lembrar dos bons momentos e recorda-los. Um beijão!!

    ResponderExcluir
  10. Me emocionei com a historia, mas o melhor de tudo mesmo é saber que vocês venceram!! Você se parece muito com sua mãe, tudo lindas <3 Vou começar a orar pela amiga da Kemily! *-* Um beijão pra você e outro pra sua mãe..

    ResponderExcluir
  11. graças a Deus, deu tudo certo. fico feliz!!

    ResponderExcluir

Twitter

Instagram