, , ,

Garota, Interrompida (Susanna Kaysen)

Gabrieli de Cinque00:00


Garota, Interrompida é um livro de relato pessoal, então trata da história da própria autora, Susanna Kaysen, quando teve sua vida interrompida pela sua vida. Parece estranho, mas foi assim que entrou na minha cabeça. Aos 18 anos ela tenta o suicídio (que obviamente não ocorreu efetivamente) e depois disso vai visitar seu médico que decide interná-la para que pudesse relaxar e estar pronta para lidar com sua vida novamente.


A questão é que Susanna acaba ficando dois anos lá, convivendo com sociopatas, pessoas com transtorno bipolar e etc. Sua vida passa a ser controlada, regrada e domada por remédios, além dos eventos engraçados, problemáticos e até tristes protagonizados por suas companheiras, as quais vamos descobrindo as histórias no decorrer do livro. Além do relato da experiência, ela acaba fazendo umas reflexões durante o livro (tipo as digressões do Machado), e podem ser tão complexas que talvez você viaje um pouco, como eu (hehe).



O livro é todo fofo e bem pink, com folhas amareladas e grossinhas, além de conter, durante a história, atualizações da ficha médica dela, com diagnósticos, eventos, etc. Foi publicado pela Única Editora (selo da Editora Gente) e tem 189 páginas, mas como a fonte é grandinha você lê em pouquíssimo tempo (também porque ele é muito interessante). É um livro meio diferente do comum e mostra bastante sobre fatos que geralmente não temos tanto contato.




Super recomendo para uma leitura breve e distraída. Lembrando que apesar de ser uma cortesia, nada nessa resenha foi influenciado por isso.

Espero que tenham gostado, não deixem de comentar e interagir conosco e pedir livros que gostariam de conferir por aqui. 

Um beijo e até!

Me acompanhem nas redes sociais:
Facebook ♥ Tumblr ♥ Instagram ♥ Ask.Fm ♥ Skoob 

You Might Also Like

3 comentários

  1. Jéssica Fernanda Silva28 de abril de 2014 08:39

    Aaaah q vontadinha de ler me deu. Ganhei um Kindle na sexta do namorado e ja li divergentes, to lendo o Insurgente, mas, ja coloquei esse livro na lista hahahaa

    Parabéns pelo post

    vidaposfaculdade.com.br

    ResponderExcluir
  2. Como você consegue ler com isso, Jéss? Eu gosto é do livro físico, não tem jeito! Mas e aí, já conseguiu um tempinho para ler esse livro de altas emoções. Beijão e obrigada por comentar ♥

    ResponderExcluir
  3. Jéssica Fernanda Silva18 de junho de 2014 12:56

    Eu sempre amei ter o livro físico tanto que nunca doei nenhum livro meu. Só que pra mim é mais pratico carregar o kindle. Acabo lendo mais então. Mas ainda AMO o livro físico. E ainda não li.. To lendo agora o Quem é você, Alasca?

    ResponderExcluir

Twitter

Instagram