, , , , ,

No Limite da Ousadia (Katie McGarry)

Gabrieli de Cinque21:02


Ryan Stone é o típico jovem formando atleta na dúvida de jogar por uma faculdade ou tentar de primeira a Liga Nacional. Elisabeth Risk é uma jovem que teve sua vida transformada pelas escolhas erradas dos pais. Na primeira vez que se encontraram não imaginavam que seria a primeira de muitas e que o destino reservava muitas surpresas para eles. 


Enquanto ele sofre por ter uma família em crise, ela sofre pelo atual estado da mãe, que namora com um homem muito violento e é alcoólatra e usuária de drogas. Seu tio, Scott Risk, reaparece para balançar ainda mais sua história e tentar dar um rumo diferente a ela. Além da  presença de seus amigos de sempre: Isaiah, Noah e Echo, que são personagens do "primeiro livro", No Limite da Atração


A ousadia que um desejo pode despertar talvez esconda um sentimento mais intenso e real. E os segredos são como muros que todos querem saber, entender e ajudar a lidar com eles. 



Como já disse ali em cima, esse livro tem uma conexão com um anterior (não precisa ler o primeiro para 
entender o segundo), mas que eu não li (ainda, infelizmente). Não sei dizer se recebi esse livro por cortesia do skoob ou por ser parceira do Grupo Record, do qual a Verus Editora faz parte. 


Confesso que quando o vi na primeira vez não me convenci muito porque (1) o título parece meio
ruim/estranho (2) imaginei que fosse um YA estilo 50 tons, que não é o que costumo ler. Mas, por algum motivo, resolvi arriscar e fico feliz por ter feito isso. Eu devorei esse livro! Quando cheguei na metade, precisei ficar acordada até tarde porque tinha a necessidade de terminá-lo e saber o que iria acontecer. 


Ryan é um sonho de garoto e mostra a Beth quem ela era e que ainda pode ser isso e muito mais, despertando o melhor dela da forma mais fofa! Sério, queria ter mais umas mil páginas para ler sobre eles (cadê mais livro, galera???!). Já estou com vontade de ler cada palavra da autora Katie McGarry, acho que vou amar tudinho! Uma coisa bem diferente desse livro, é que no final tem uma playlist de momentos marcantes da história, e o mais legal é que algumas são música populares e você pode simplesmente imaginá-las enquanto lê.



O livro é meio grandinho, com 418 páginas lindas e amareladas ❤️ A fonte é grandinha e ótima, assim como as margens e o espaçamento. Confesso que a capa não é das mais bonitas, especialmente porque eles não se parecem nem lembram nem nada (para mim) a Beth e o Ryan


Ah, lembrando que apesar de não ser um YA como 50 tons de cinza e similares, ele possui algumas descrições sexuais, linguagem mais vulgar (com palavrões) e relata violência, alcoolismo e uso de drogas. Queria, realmente, que cada um que lesse essa resenha pudesse ler esse livro que eu achei maravilhoso e quero mais, muito mais!




Desculpem eu ter falado/escrito tanto, hehe. Mas foi tudo sincero e aceito de presente o primeiro, tá leitores lindos? Kk não deixem de comentar o que acharam da resenha e, se leram o livro, se concordam ou não comigo. Ah, não sei se dá pra perceber, mas as fotos dessa resenha foram tiradas com uma câmera diferente ♥ (quem sabe um dia volto pra falar dela, hehe), então comentem sobre elas também kk. 

Um beijo e até!

Me acompanhem nas redes sociais:
Facebook ♥ Tumblr ♥ Instagram ♥ Ask.Fm ♥ Skoob

You Might Also Like

0 comentários

Twitter

Instagram